sábado, 16 de maio de 2020

Um Marquês Irresistível de Sarah MacLean

Wook.pt - Um Marquês Irresistível
Opinião:
Estreia com Sarah MacLean... E que estreia!!!
Adorei este livro, confesso que os primeiros quatro capítulos foram um pouco de empurrão, mas a partir daí, do reencontro dos dois, foi sempre a abrir :)
Adorei a Penelope, com a sua personalidade explosiva, sempre à procura de resposta e aventuras e levando o seu marido à loucura!
E Michael/Bourne é um homem amargurado, com maus sentimentos e atormentado por uma vingança. Mas ao longo do livro as suas defesas foram baixando e demonstrou ser um homem com um enorme coração.
A história dos dois deixou-me arrebatada. Se por um lado ficava fascinada com a destreza de Penelope, por outro Bourne deixava-me frustrada com a sua sede de vingança.
Aquele clube meninas??? Dá para conseguir imaginar Cross, Temple, Chase e Bourne juntos?? Que calor!!! Ahah
Enfim, foi realmente uma estreia em tanto e deixou-me com água na boca para o próximo.

Sinopse:
O Michael, Marquês de Bourne, perdeu tudo o que tinha, com uma só carta: um oito de ouros. Apostou e perdeu toda a sua fortuna e terras numa só jogada e, com elas, a sua reputação. Bourne, nome pelo qual todos agora o conhecem, passou a ser um exilado da sociedade, transformando-se no frio e implacável dono do Anjo Caído, o clube de jogo mais famoso de Londres. Mas ele tudo fará para recuperar o que foi seu.
As terras de Bourne acabam por ir parar à posse de Penelope, uma sua paixão de infância. Penelope sofreu a humilhação de um noivado rompido, tendo sido trocada por outra mulher. Por isso deseja agora um casamento que não seja igual a todos os outros: um compromisso por conveniência.
Quando Bourne a rapta e a força a casar- se com ele para poder reaver as suas terras, Penelope aceita sem grandes dramas o desafio, pois sente-se atraída para uma relação diferente, que lhe permita aceder a prazeres inexplorados. Bourne é a senha de acesso aos prazeres desconhecidos por que Penelope anseia. Mas ao mesmo tempo o seu coração deseja que Bourne a ame, tal como ela o ama, secretamente, a ele. Será que Bourne vai conseguir ultrapassar as marcas e os fantasmas do passado e revelar a Penelope o que realmente sente? E estará Penelope à altura do submundo do vício e do pecado em que Bourne agora vive?

Sem comentários:

Publicar um comentário