domingo, 31 de maio de 2020

Nunca resistir a um duque de Madeline Hunter

Opinião
Terminada a leitura da trilogia dos duques decadentes!!! Dos três o que mais gostei foi o segundo. Talvez pela originalidade nas diferenças entre as personagens principais. Mas a história deste terceiro livro também está engraçada embora menos romântica. Adoro livros de época !!!

Sinopse

Três duques pecaminosamente atraentes, três corações prestes a encontrar os seus parceiros.

Ele é um duque solteiro...
As razões que levam Davina MacCallum a procurar o atraente Eric Marshall, duque de Brentworth, são muito pessoais. As terras escocesas da sua família foram injustamente confiscadas pela Coroa e entregues ao duque.
Certamente que um homem sensato, e com tanto património, pode abdicar de uma simples propriedade, principalmente quando Davina pretende fazer bom uso dela. Contudo, é tão difícil persuadir o duque como... resistir-lhe.

Mas ela não à procura de casamento...
O duque de Brentworth é conhecido pela discrição e pelo controlo férreo. Os amigos consideram-no um enigma; as mulheres, um homem inatingível.
Quando Davina não se rende aos seus encantos, Brentworth fica intrigado, até descobrir as reais intenções da jovem. Numa disputa sem limites, dever e desejo colidem, mas até os melhores planos podem ter um desfecho escandaloso.

Adeus de Susana Almeida

Opinião
Um livro de época diferente do que estamos habituados. Mais virado para a espiritualidade. Embora tivesse gostado da história, não me senti emocionalmente ligada às personagens. Achei que em algumas alturas da história foi tudo muito apressado o que não nos deixou criar laços emocionais. Gostei da ideia que a autora quiz transmitir. Já li livros desta escritora que gostei mais.

Sinopse

E se aqueles que partem nunca nos deixam sós?

Quando os caminhos de Lucas e Carina se cruzam, ele está longe de imaginar a importância que ela terá na sua vida.
Carina é diferente das outras raparigas, é leal, determinada, corajosa e altruísta, qualidades que rapidamente conquistam o seu coração.
Mas depressa o sonho se transforma em pesadelo e é quando Lucas perde a força de viver que um pequeno pássaro branco mudará a sua vida.

A Prometida do Capitão de Tessa Dare

Wook.pt - A Prometida do Capitão

Opinião:
Mais um livro de uma das rainhas dos reinos encantados (pelo menos na minha opinião).
Gostei muito deste livro, é uma história deliciosa entre uma jovem sonhadora e envergonhada e um homem magoado e durão que o destino decide juntar.
Adorei o Sr Capitão Mackenzie que aparece por magia e transforma o mundo da pequena Maddie. Adorei a sua evolução e como deixa de ser um grandalhão duro e passa a ser um coraçãozinho mole.
Quanto a Maddie gostei bastante do seu lado criativo, da sua originalidade e da sua forma independente de viver toda a trama.
A relação dos dois é bastante hilariante e deliciosa, arrancou me uns quantos suspiros e outras tantas gargalhadas.
Foi um bom livro da nossa boa Tessa Dare.

Sinopse:
Maddie é bonita e talentosa, pelo que todos esperam que ela se case em breve. Mas Maddie é muito tímida em relação aos homens, além de ter um medo terrível de espaços públicos e multidões.
Para se livrar de ter de ir a festas e ser cortejada, ela inventa um noivo imaginário: um capitão escocês de nome MacKenzie, muito apaixonado e dedicado, a quem escreve cartas onde revela os seus mais íntimos desejos e anseios. Aproveitando as prolongadas ausências do capitão, que vive convenientemente longe por causa da guerra, Maddie vai conseguindo escapar à pressão de se apresentar à sociedade.
Anos depois, porém, o inimaginável acontece: o capitão, produto da sua imaginação, aparece-lhe em carne e osso. Este capitão Logan MacKenzie é um soldado atraente, mas rude e selvagem. E o pior de tudo é que tem na sua posse as cartas de Maddie, aquelas que ela escreveu ao seu noivo fictício, e que contêm segredos inconfessáveis.
Agora, o capitão pretende fazê-la cumprir todas as promessas que ela lhe fez e que nunca esperou ter de concretizar…

O Meu Adorável Vizinho de Penelope Ward

Wook.pt - O Meu Adorável Vizinho

Opinião:
Se já gostava desta autora após ler o primeiro livro, depois de ler este fiquei completamente fã e ansiosa que venham mais livros dela...
Adorei o livro, adorei as personagens e adorei a história...
Damien e Chelsea são super engraçados e adorei o início da relação em que andavam no toca e foge feito dois adolescentes. Depois a coisa foi ficando um pouco mais séria, no entanto não perdeu o interesse, pelo contrário, foi evoluindo de uma forma bonita e super fofa.
Adorei a Chelsea, uma mulher meio amargurada mas deliciosamente intrusiva e cómica. Sempre ao lado do seu Damien e sempre apaixonada pela vida.
Foi um livro delicioso, com uma pequena reviravolta, para mim, inesperada, com muito sentido de humor e de leitura super fácil.
Que venha o próximo... :)

Sinopse:
Por vezes, a cura para um coração partido pode estar na porta ao lado…
Eu sofri uma das piores traições: o meu namorado trocou-me por outra. Foi avassalador, mas aprendi com os erros e decidi nunca mais confiar em ninguém… até o meu caminho se cruzar com o do Damien.
Pouco depois de me mudar para o meu novo apartamento, conheci o meu carrancudo (e delicioso) vizinho do lado, bem como os seus companheiros de casa, dois rottweilers barulhentos. Por partilharmos uma parede, a privacidade é inexistente. Quer isto dizer que ele consegue ouvir todas as minhas conversas privadas… e ainda rir-se delas!
Quando lhe bati à porta para pedir satisfações, os cães dele atacaram-me (aparentemente, o meu cheiro inebriante levou-os à loucura). Mas o Damien foi bastante carinhoso, pediu desculpa e pôs fim à nossa quezília.
Depois disso, o que começou como uma briga de vizinhos transformou-se em muito mais. A química entre nós é palpável, mas, por alguma razão, o Damien é ainda mais esquivo do que eu no que toca a relações sérias. Sinto que está a esconder-me algo e que quer afastar-me com a conversa de sermos apenas bons amigos. Será que ele vai confiar em mim e revelar os seus medos?
Não vou aguentar ser outra vez magoada…
Mas é tarde demais… Já estou rendida ao meu adorável vizinho!

sábado, 16 de maio de 2020

A Lua-de-Mel de Sophie Kinsella

Wook.pt - A Lua-de-Mel

Opinião:
Este livro teve um início complicado para mim, as primeiras 50 páginas foram de leitura difícil e estive a um danoninho de desistir dele.
Mas, assim que a lua de mel inicia o caso muda de figura e fiquei presa às peripécias destas duas irmãs.
Lottie é uma menina no corpo de uma mulher, tontinha e desparafusada, desiludida com o namorado e louca por casar. Mas, na verdade, quem no seu perfeito juízo casa com o ex namorado de há 15 anos atrás??? Só a Lottie!!!
Já Fliss é uma mulher sensata e determinada a travar a irmã nesta pequena loucura. E deixem me que vos diga que as artimanhas que arranja para tal são de uma inteligência brutal e cómicas como tudo. Fartei me de rir!!!
No departamento masculino, temos de tudo... Ben (o ex namorado) é do mais totó e idiota que existe. Richard (o namorado que não quer casar) é do mais fofo e romântico. E Lorcan (melhor amigo de Ben) é sexy e sensual como tudo.
Todos juntos tornaram este livro muito interessante, com situações mirabolantes que me arrancaram lágrimas de tanto rir.

Sinopse:
Lottie tinha a certeza de que Richard, o seu namorado de longa data, ia pedi-la em casamento. Mas estava enganada. Farta de esperar, decide terminar a relação. O inesperado acontece quando Lottie, ainda a recuperar da desilusão, recebe um telefonema. Do outro lado da linha está Ben, um ex-namorado com quem fizera um pacto insólito no passado. Se, aos 30 anos (ou aos 33…), nenhum deles estivesse casado, casar-se-iam um com o outro. Para Lottie a mensagem é clara: o Destino está a uni-los!
Já Fliss, a irmã de Lottie, não tem tanta certeza disso. Ela sabe que, por detrás deste aparente ato arrebatado de paixão, Lottie tem o coração partido. Mas casar com alguém que não vê há 15 anos ultrapassa todos os limites.
O problema é que o mal já está feito… A solução?
Seguir o casal até à ilha grega de Ikonos e fazer os possíveis (e os impossíveis) para impedir a consumação da união.
Fliss rapidamente percebe que contrariar o Destino não é tarefa para os fracos de espírito, algo que ela acredita não ser. Mas à medida que o seu plano avança, uma dúvida paira no ar: estará ela preparada para pagar o preço pela intromissão?

Um Marquês Irresistível de Sarah MacLean

Wook.pt - Um Marquês Irresistível
Opinião:
Estreia com Sarah MacLean... E que estreia!!!
Adorei este livro, confesso que os primeiros quatro capítulos foram um pouco de empurrão, mas a partir daí, do reencontro dos dois, foi sempre a abrir :)
Adorei a Penelope, com a sua personalidade explosiva, sempre à procura de resposta e aventuras e levando o seu marido à loucura!
E Michael/Bourne é um homem amargurado, com maus sentimentos e atormentado por uma vingança. Mas ao longo do livro as suas defesas foram baixando e demonstrou ser um homem com um enorme coração.
A história dos dois deixou-me arrebatada. Se por um lado ficava fascinada com a destreza de Penelope, por outro Bourne deixava-me frustrada com a sua sede de vingança.
Aquele clube meninas??? Dá para conseguir imaginar Cross, Temple, Chase e Bourne juntos?? Que calor!!! Ahah
Enfim, foi realmente uma estreia em tanto e deixou-me com água na boca para o próximo.

Sinopse:
O Michael, Marquês de Bourne, perdeu tudo o que tinha, com uma só carta: um oito de ouros. Apostou e perdeu toda a sua fortuna e terras numa só jogada e, com elas, a sua reputação. Bourne, nome pelo qual todos agora o conhecem, passou a ser um exilado da sociedade, transformando-se no frio e implacável dono do Anjo Caído, o clube de jogo mais famoso de Londres. Mas ele tudo fará para recuperar o que foi seu.
As terras de Bourne acabam por ir parar à posse de Penelope, uma sua paixão de infância. Penelope sofreu a humilhação de um noivado rompido, tendo sido trocada por outra mulher. Por isso deseja agora um casamento que não seja igual a todos os outros: um compromisso por conveniência.
Quando Bourne a rapta e a força a casar- se com ele para poder reaver as suas terras, Penelope aceita sem grandes dramas o desafio, pois sente-se atraída para uma relação diferente, que lhe permita aceder a prazeres inexplorados. Bourne é a senha de acesso aos prazeres desconhecidos por que Penelope anseia. Mas ao mesmo tempo o seu coração deseja que Bourne a ame, tal como ela o ama, secretamente, a ele. Será que Bourne vai conseguir ultrapassar as marcas e os fantasmas do passado e revelar a Penelope o que realmente sente? E estará Penelope à altura do submundo do vício e do pecado em que Bourne agora vive?

Cavalheiro Pecador de Jodi Ellen Malpas

Wook.pt - Cavalheiro Pecador

Opinião:
Que livro bom!!!
Esta é uma das minhas autoras preferidas neste género literário. Acho que tem sempre a dose certa de romance, drama e de ação.
Este livro não foi excepção, devorei-o num dia e estava sempre ansiosa para descobrir o que iria acontecer a seguir.
Theo e Izzy são personagens fortes e marcados por passados pesados e difíceis, mas juntos são um casal poderoso e praticamente invencível.
Adorei a evolução de Theo, o seu medo foi ficando mais fraco e no final do livro já é outra pessoa, mais forte, mais poderoso... Adorei o!!!
Izzy é perfeita para Theo, é a sua salvação, o seu anjo... É uma mulher forte e determinada.
Adorei o livro e as reviravoltas que aconteceram, nunca se tornando enfadonho ou sexual demais, o que acontece com alguma frequência neste género de livros.
Quanto a Callum e Jess, são personagens secundárias mas presentes com regularidade e que trouxeram ao livro uma pitada de loucura e só me conseguia rir com estes dois (espero sinceramente que haja um livro sobre eles algures no baú da Jodi).

Sinopse:
Uma história de amor e luxúria. Um livro sobre relações, confiança e questões profundas de sofrimento.

Izzy White sabe da maldade que existe no mundo. Afinal, fugiu dela há muito tempo. Construiu uma vida estável, cuidando dos outros como enfermeira. mas um ato de bondade deita tudo por terra quando o atraente Theo Kane entra no seu mundo.

A reputação dele é terrível, mas com ela Theo é gentil - um perfeito cavalheiro - e ela apaixona-se. Mas quando os demónios de Theo vêm ao de cima, Izzy sabe que deve acabar a relação, mas não consegue. No entanto ficarem juntos, pode condenar os dois...

Um novo romance na linha da Jodi Ellen Malpas: heróis intensos e dominadores e heroínas decididas que os levam aos limites.