sexta-feira, 9 de junho de 2017

A Rapariga-Corvo de Erik Axl Sund


Opinião: 
Para mim foi um livro que me custou imenso ler pois achei bastante confuso.
Acho a história bastante interessante e mais para o fim do livro consegui ficar "presa" à história e a querer ler a continuação dele.
Não gosto muito dos livros que andam para a frente e para trás e este é um deles, mas tem de ser para conseguirmos perceber a história, achei que tem muitas personagens mas com o tempo vamos perceber que muitas delas são uma só.
Sinceramente para mim este livro é para quem gosta de explorar a mente humana e para quem gosta de histórias mais complexas.

Sinopse: 
A psicoterapeuta Sofia Zetterlund está a tratar dois pacientes fascinantes: Samuel Bai, um menino-soldado da Serra Leoa, e Victoria Bergman, uma mulher que tenta lidar com uma mágoa profunda da infância. Ambos sofrem de transtorno dissociativo de personalidade. 
A agente Jeanette Kihlberg, por seu lado, investiga uma série de macabros homicídios de meninos em Estocolmo. O caso está a abalar a investigadora, mas não tem tido grande destaque devido à dificuldade em identificar os meninos, aparentemente de origem estrangeira. 
Tanto Jeanette como Sofia são confrontadas com a mesma pergunta: quanto sofrimento pode um ser humano suportar antes de se tornar ele próprio um monstro?
À medida que as duas mulheres se vão aproximando cada vez mais uma da outra, intensificam-se os segredos, as ameaças e os horrores à sua volta.

Sem comentários:

Enviar um comentário