sexta-feira, 12 de maio de 2017

Ready Player One de Ernest Cline


Opinião: 
Gostei bastante deste livro apesar de ser um bocado confuso devido às referências dos anos 80.
Adoro jogos e passar níveis, mas neste caso é preciso ter bastantes conhecimentos sobre a cultura pop dos anos 80 para se perceber bem e apesar de me lembrar de algumas coisas que são referidas no livro, houve outras que nem sabia, por isso é que achei o livro um bocado difícil.
Adorei as amizades que se formaram e a maneira como a personagem principal se apaixona e lida com o que lhe vai acontecendo durante as etapas do jogo.
Para quem se lembra bem desses anos é um livro bastante giro e muito agradável de ler, mas para quem não se lembra bem, já vai custar um bocado, apesar de conseguir perceber bem a história.

Sinopse: 
Em 2044 o mundo tornou-se um lugar triste, devastado por conflitos, escassez de recursos, fome, pobreza e doenças. Wade Watts só se sente feliz na realidade virtual conhecida como OASIS, onde pode viver, jogar e apaixonar-se sem constrangimentos. Quando o criador do OASIS morre, deixa a sua imensa fortuna e o controlo da realidade virtual a quem conseguir resolver os enigmas que aí escondeu. Os utilizadores têm apenas como pistas a cultura pop dos anos 1980. Começa assim uma frenética e perigosa caça ao tesouro. 
Nos primeiros anos, milhares de jogadores tentam solucionar o enigma inicial sem sucesso. Até que Wade por acaso desvenda a primeira chave. De um momento para o outro, vê-se numa corrida desesperada para vencer o prémio, uma corrida que rapidamente continua no mundo real e que põe em risco a sua vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário