quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Gravar as Marcas de Veronica Roth


Opinião: 
Estava super entusiasmada com este livro e ao mesmo tempo com medo, pois fui ao lançamento dele e assim que acabei o livro que tinha em mãos, comecei a ler este e às vezes quando estamos muito ansiosas o livro acaba por nos desiludir mas não foi o caso.
Verdade seja dita foi difícil ao príncipio pois troquei-me um bocado com os nomes dos planetas e dos povos e a história em si também não me estava a atrair muito.
Mas assim que entrei no ritmo não consegui deixar de ler e adorei, apesar de estar ligeiramente irritada pois a continuação vai demorar a sair.
Recomendo este livro para quem adora fantasia, está muito bem escrito e é bastante cativante ver as personagens a lutar contra os seus sentimentos e contra o que acham errado.
Adoro o pormenor dos povos se dedicarem a coisas específicas.
Venham experimentar e de certeza que não se vão desiludir, excepto pelo tempo que vão ter de esperar pela continuação...

Sinopse: 
CYRA é a irmã do tirano cruel que governa o povo de Shotet. O dom-corrente de Cyra confere-lhe dor e poder, que o irmão explora, usando-a para torturar os seus inimigos. Mas Cyra é muito mais do que uma arma nas mãos do irmão; é resistente, veloz e mais inteligente do que ele pensa.
AKOS é filho de um agricultor e do oráculo de Thuvhe, a nação-planeta mais gelada. Protegido por um dom-corrente invulgar, Akos possui um espírito generoso e a lealdade que dedica à família é infinita. Após a captura de Akos e do irmão, por soldados Shotet inimigos, Akos tenta desesperadamente libertar o irmão, com vida, custe o que custar. Então, Akos é empurrado para o mundo de Cyra, onde a inimizade entre ambas as nações e famílias aparenta ser incontornável. Ajudar-se-ão mutuamente a sobreviver ou optarão por se destruir um ao outro?

Sem comentários:

Enviar um comentário